Jornal Tudo BH
Banner
Minas
Anastasia: medidas e apelo para combater dengue
Trinta e sete pessoas morreram no Estado por causa da doença
04 de April de 2013 | 14h 23 - Autor(a) Redação*
Anúncio de novas ações de combate à dengue e um apelo à população. Nesta quinta-feira (04), o governador Antonio Anastasia reuniu mais uma vez secretários e diretores de diversos órgãos do governo que fazem parte do Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue para realizar um balanço. O Estado está tomando novas providências para conter o surto e anuncia novas ações. Além de anunciar medidas, o governador fez um apelo à população.
 
“Estamos adotando todas as medidas na alçada do Estado e sempre em articulação com os municípios, que têm a responsabilidade da execução do dia a dia dessa política, com o apoio do governo federal. Mais uma vez, peço, de maneira muito enfática, a todos que nos acompanham: este combate à dengue é um combate que tem de ser feito de casa a casa, em cada residência, em cada pequeno ralo”, afirmou Anastasia.
 
Ações
 
O governador determinou à Secretaria de Estado de Saúde (SES) que contrate mais 1.000 agentes temporários de endemia para combate à dengue, em acréscimo aos outros 1.000 agentes cuja contratação foi aprovada na semana passada pelo secretário Antônio Jorge e que já estão sendo efetivados. Esses agentes vão atuar em 276 municípios atendidos por meio de 34 consórcios.
 
Além disso, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) deverá instalar um Sistema de Comando e Operações para controle da dengue no Estado, com a mobilização e participação das Defesas Civis municipais. Pelos próximos 60 dias, a Cedec vai recepcionar os pedidos de auxilio dos municípios e coordenar junto com a Secretaria de Estado de Saúde as avaliações epidemiológicas e medidas necessárias para serem tomadas de forma imediata.
 
Regulamentação de Lei
 
O governador determinou, ainda, que seja acelerado o processo de regulamentação da Lei 19.482, de 2011, que dispõe sobre medidas de controle da proliferação de mosquitos transmissores da dengue. “A despeito de muitas dúvidas que existem sob o ponto jurídico, eu determinei que a implementação seja feita de maneira mais forte, ou seja, impondo, de fato, penalidades e sanções para que os agentes municipais, aí estamos tratando da questão mais municipal, possam, de fato, adentrar especialmente naquelas residências abandonadas ou onde haja percepção do perigo. Esse é mais um passo que vamos fazer porque o recrudescimento da dengue esse ano nos assusta a todos”, afirmou Anastasia.
 
Balanço dos casos
 
Até quarta-feira (03), foram notificados 165.845 casos de dengue. São 399 municípios em alerta, dos quais 295 com alta transmissão e 104 com média transmissão. Foram confirmados 37 óbitos em Minas Gerais por causa da doença neste ano.
 
O aumento do número de casos este ano deve-se a reintrodução do sorotipo 4, para o qual a população mineira não está imune (há cerca de 30 anos ele não circulava), aliado à renovação de cerca de 83% dos gestores municipais. 
É de fundamental importância a participação da população no controle da dengue.
 
As pesquisas mais recentes apontam que mais de 80% dos focos de Aedes aegypti encontram-se dentro dos domicílios. Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), realizado em janeiro deste ano nos municípios mineiros, identificou que mais de 50% dos focos de larvas dos mosquitos estão em vasos e pratos de planta; bebedouros de animais; ralos; vasos sanitários e caixas de descarga que não são de uso diário; calhas; bromélias e toneis.
 
* com Agência Minas
Nome* E-mail* Telefone* Comentário* Código de Verificação Digite o código* *Campos de preenchimento obrigatório.
Seu Nome* Seu e-mail* Enviar para (se quiser enviar para mais de um destinatário, separe usando ponto e vírgula)* Mensagem Código de Verificação Digite o código *Campos de preenchimento obrigatório.
Tópicos: Antonio Anastasia, Minas Gerais, dengue, combate à dengue
  TODAS AS NOTÍCIAS DE Minas
« | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66 | 67 | 68 | 69 | 70 | 71 | 72 | 73 | 74 | 75 | 76 | 77 | 78 | 79 | 80 | 81 | 82 | 83 | 84 | 85 | 86 | 87 | 88 | 89 | 90 | 91 | 92 | 93 | 94 | 95 | 96 | 97 | 98 | 99 | 100 | 101 | 102 | 103 | 104 | 105 | 106 | 107 | 108 | 109 | 110 | 111 | 112 | 113 | 114 | 115 | 116 | 117 | 118 | 119 | 120 | 121 | 122 | 123 | 124 | 125 | 126 | 127 | 128 | 129 | 130 | 131 | 132 | 133 | 134 | 135 | 136 | 137 | 138 | 139 | 140 | 141 | 142 | 143 | 144 | 145 | 146 | 147 | 148 | 149 | 150 | 151 | 152 | 153 | 154 | 155 | 156 | 157 | 158 | 159 | 160 | 161 | 162 | 163 | 164 | 165 | 166 | 167 | 168 | 169 | 170 | 171 | 172 | 173 | 174 | 175 | 176 | 177 | 178 | 179 | 180 | »
PLRS
Revista Viver Brasil
Viver Casa